O Javascript do seu navegador está desativado, você poderá ter problemas.

Ensino Fundamental I

Em 2016, iniciamos com o primeiro ano do Ensino Fundamental I como ensino integrado. Isso significa que, nos quatro anos deste nível, não há mais um currículo alemão ou brasileiro. As crianças aprendem juntas e uns com os outros. Na educação infantil, as aulas são ministradas por duas professoras, uma é referência para alemão, a outra, para o português. O material didático desse nível corresponde a este princípio bilíngue. Trabalhamos com base em um novo livro didático bilíngue desenvolvido em alemão-português: "BiLi".


O livro atende tanto ao plano de ensino alemão do estado de Baden-Württemberg como também ao currículo brasileiro do Ministério da Educação e Cultura para esse nível. Originalmente, o livro foi desenvolvido no Chile, em Santiago, no Instituto der Formação de Professores "Wilhelm von Humboldt" na versão espanhol-alemão.


A adaptação necessária foi realizada pelo Colégio Humboldt. Julia Clodius e Janice Pontes, ambas coordenadoras do Ensino Fundamental I do Colégio Humboldt, trabalharam, em conjunto com o grupo de professoras bilíngues, na versão português-brasileira da obra, adaptando os conteúdos em espanhol-chileno do livro tanto para a realidade de vida daqui como também ao currículo brasileiro e alemão.


Como funciona a aquisição da linguagem escrita com BILI?


Muitos de nós ainda foram alfabetizados com a velha cartilha, aprendemos a ler e escrever com palavras sem nexo como Lolo, lala, mama, mumu, papa ou com pequenas fábulas.


Os novos métodos de aprendizagem de línguas procedem de forma diferente. Explora-se a curiosidade da criança, sua ansiedade quase natural de escrever para apoiá-los na alfabetização. Muitos alunos de 3 a 4 anos, quando chegam à Educação Infantil, já sabem escrever seus nomes e reconhecem as letras deles, por exemplo, a letra do som inicial. A aula é estruturada de tal forma, que as capacidades já existentes possam ser desenvolvidas. Assim, as crianças não são alfabetizadas, mas, com o apoio recebido, elas praticamente se autoalfabetizam. Este princípio social-construtivista, já mencionado, baseado nas teorias de Piaget e Vygotsky, continuou sendo desenvolvido pela cientista linguística argentina e colaboradora de Piaget, Emília Ferreiro e representa, afinal, a base da teoria do grande educador brasileiro e pedagogo Paulo Freire.


No nosso livro BiLi você não vai encontrar desenhos de fonemas sem nexo ou personagens de fábulas com nomes eufônicos. O livro trabalha a partir do princípio da consciência fonológica, ele inclui, em ordem alfabética, ou seja, ordenado por fonemas e os respectivos grafemas, figuras e os respectivos textos da vida real das crianças: rimas, poesias, histórias, receitas, cantigas, contos, placas, cartazes, símbolos, mapas. O professor fala dos diferentes tipos de textos.


O livro não apresenta uma progressão do conteúdo visível, não tem o número da página, não tem exercícios. Ou seja, exige um planejamento cuidadoso e competente das professoras, ao mesmo tempo em que possibilita uma grande autonomia.


Completam o projeto BiLi os livros bilíngues de Ciências, Música, ética e Artes, bem como inúmeros materiais que foram desenvolvidos para o ensino bilíngue.