O Javascript do seu navegador está desativado, você poderá ter problemas.

Níveis estudantis

Fundamental II 6º ao 9º ano

  • No início desta nova etapa, professores e coordenação dão um enfoque especial à construção e/ou reconstrução da capacidade de organização e ao exercício da responsabilidade enquanto estudantes. Isto porque as dificuldades constatadas no início do 6º Ano devem-se ao fato de ocorrerem múltiplas mudanças na rotina escolar. Vários professores, muitos componentes curriculares, a convivência diária com professores especialistas destes diferentes componentes, tempo fragmentado, troca constante de professores, tudo isso contribui para o enfrentamento de novos desafios e para a exigência de uma nova organização e, portanto, este processo de adaptação/transição precisa ser cuidadosamente acompanhado pelos educadores da escola.

  • A partir da faixa etária dos 10/11 anos, espera-se que os alunos adquiram competências e habilidades para leituras mais extensas e densas, produção de textos mais elaborados e ricos, apropriação de conceitos e utilização de vocabulário específico dos diferentes componentes curriculares, diferenciação entre fato e opinião, estabelecimento de relações entre as idéias, identificação de problemas e busca de solução, adoção do método científico através da construção de hipóteses, além do desenvolvimento e incorporação de hábitos diários de estudo.

    Nesta etapa da escolaridade inicia-se também, de forma mais acentuada, uma “desorganização interna”, fruto da fase de desenvolvimento dessa faixa etária. Os questionamentos, as angústias, a crise de identidade são acompanhados de cuidados e de compreensão, mas também de firmeza e colocação de limites por parte daqueles que trabalham com adolescentes. O diálogo torna-se instrumento valioso para administrar conflitos e cultivar uma relação de confiança para buscar ajuda.

  • É nesse momento de ebulição física e mental que acontece um grande salto cognitivo no processo de aprendizagem. Novos recursos de expressão linguística, capacidade de usar a linguagem simbólica, produção de textos mais próximos aos padrões da norma culta de escrita, compreensão de textos de diferentes gêneros com temática mais abstrata, leitura das entrelinhas, identificação da ideologia presente nos textos, bem como posicionamento crítico, são competências a serem desenvolvidas nessa fase.

projetos relacionados

Ciclo de Palestras e Grupo de Pais

Com o intuito de colaborar na difícil tarefa de educar filhos em uma época de ...

Jugend debattiert

Pensar, expor, agir democraticamente: O projeto “Debate da juventude“ O ...