O Javascript do seu navegador está desativado, você poderá ter problemas.

Projetos humboldt

Poemas & Aquarelas

Água, Ar, Fogo e Terra. Como quatro elementos, aparentemente - e só aparentemente - simples nas suas unidades, se organizam e se articulam de uma maneira tão biologicamente, quimicamente, fisicamente, filosoficamente e, claro, poeticamente perfeitas?
A teoria dos quatro elementos surgiu por volta do século V a. c., com o filósofo Empédocles, que dizia que os quatro elementos seriam os ingredientes que formariam tudo o que existia no universo. Já Aristóteles observou que os elementos tendiam a sempre buscar a si próprios. Assim, uma bolha na água vai subir em direção ao ar, procurando-o, enquanto uma pedra jogada no rio vai para o fundo, em direção à terra.
Mas não para por aí: os quatro elementos aparecem nos ensinamentos de Hipócrates, nas escrituras sagradas da Índia, na medicina chinesa e japonesa, na astrologia, nas ciências ocultas e nas mais de centenas e centenas de correntes das mais diversas áreas do conhecimento.
Como tema de um livro de poemas e aquarelas, o olhar para eles é o da poesia. A água que cintila e faz brotar sentimentos. O ar que se torna vento e faz as árvores dançarem. O fogo que faz arder corações. A terra, que vira mãe e que parece ser princípio e fim ao mesmo tempo.
Dessa forma, nas aulas de Português e de Alemão, os alunos aprenderam estruturas do fazer poético, lidando com rimas, imagens poéticas, estrofes, entre outros. Nas aulas de Arte, a água e o ar, elementos essenciais para a aquarela, deram vida a paisagens. História e Geografia buscaram os quatro elementos nas ruas de pedra e na história de Paraty. Música, por sua vez, fez com que sons e movimentos corporais nos remetessem à natureza e, por sua vez, aos elementos.
Dentro desse contexto, assim como os quatro elementos, as etapas deste projeto não estão isoladas, mas vão se combinando e se transformando em um todo único. Assim é o universo. Assim é este livro.
Professores: Carolina Yokota, Irene Saur, Maurício dos Anjos, Luciano Martinho e Tiago dos Santos.
Coordenação : Elaine de Mendonça, Arne Engel e Marcelo Milani