Nossa proposta de aquisição linguística

O cérebro da criança está em pleno desenvolvimento nos primeiros anos de vida. O processo de aquisição de uma ou mais línguas estrangeiras nessa faixa etária muito se assemelha ao da primeira língua. Quanto mais cedo exposta a uma língua, mais a criança aprende de maneira espontânea, sem se dar conta. A reprodução dos fonemas mais complexos se torna natural e ocorre de maneira mais tranquila, comparando-se com uma aprendizagem mais tardia do idioma. Com um novo idioma, a criança desenvolve uma importante habilidade chamada controle inibitório, que se caracteriza por poder controlar respostas competitivas para o mesmo estímulo. Além disso, a criança bilíngue convive com no mínimo duas culturas distintas e com a possibilidade constante de conhecer/aprender termos diferentes para cada objeto. Deste modo, o indivíduo bilíngue tende a ser mais flexível, a respeitar jeitos e culturas diferentes e desenvolver a tolerância para compreender o outro. Estas habilidades fazem parte do dia a dia do bilíngue. Ensinar uma língua é também apresentar uma nova cultura e esse contato irá ampliar e enriquecer a bagagem cultural de nossos alunos.

Grupos 2 e 3 - proposta bilíngue

Nessa proposta, nos orientamos por pessoas de referência para cada idioma: uma pessoa, um idioma. Em nossas classes, os alunos estão imersos nos dois idiomas (alemão e português) e têm a oportunidade de vivenciar o ensino de língua estrangeira nas situações do dia a dia, promovendo uma comunicação autêntica.
O ponto central que destacamos é a AFETIVIDADE, pois é por meio da interação com a professora que o aluno desenvolve primeiro um relacionamento e, em seguida, ao sentir-se acolhido e protegido, demonstra motivação para aprender o idioma e comunicar-se com essa docente. Utilizamos diversos recursos como: fantoches, gestos, mímicas, jogos, brincadeiras, colagem, pintura, dramatizações, canções e muitos objetos concretos para nos comunicar.

Grupos 4 e 5 - proposta multilíngue

Nessa proposta, seguimos a mesma linha conceitual da proposta dos grupos 2 e 3, nos orientamos por professores de referência para cada idioma: uma pessoa, um idioma. Seguimos também o princípio da ação comunicativa, propondo atividades com o foco em comunicação verbal e não verbal: gestos, mímicas, jogos, brincadeiras, colagem, pintura, etc. Conforme a abordagem CLIL, integramos igualmente ensino de língua e os conteúdos do dia a dia. Nossa metodologia se caracteriza pelo entendimento de que a aquisição linguística deve ser um processo natural, a criança deve aprender os os idiomas brincando, interagindo e vivenciando a língua. As situações diárias são o ponto de partida para a comunicação.

Em nossas classes, os alunos têm a oportunidade de vivenciar o ensino de língua estrangeira nas situações do dia a dia, promovendo uma comunicação autêntica. Iniciamos as ênfases curriculares a partir do grupo 4, oferecendo dois caminhos às famílias: uma ênfase mais voltada para a Língua Portuguesa e outra mais voltada para a Língua Alemã. Em ambos os caminhos o tempo de aula de Inglês é o mesmo.

Alunos novos, sem conhecimentos prévios de Língua Alemã, ingressam na ênfase em Língua Portuguesa. Alunos que já possuem conhecimentos de Alemão passam por entrevista para orientação, de acordo com o perfil da criança. Ao final do grupo 5, é feito reagrupamento das turmas, considerando critérios linguísticos.